No âmbito da programação de ocupação dos tempos livres, definida pelo Município de Esposende, realizou-se de 1 a 5 de julho, no Centro Interpretativo de S.Lourenço, o workshop “Do Lixo se Faz Música”, desenvolvido por Paulo Coelho e Castro, propondo uma viagem pela influência da música nas diferentes culturas.

Com carácter lúdico-pedagógico e a criatividade dos participantes a ocupar um dos lugares centrais, este workshop teve como matéria-prima objetos comuns e desperdícios humanos. A imaginação dos cerca de 150 participantes deu origem a instrumentos musicais que, na tarde do dia 5 de julho preencheram o anfiteatro natural do Castro de S. Lourenço com diversos sons, formas e cores, num mini concerto improvisado.

Autor do workshop “Do Lixo se Faz Música” e dos projetos “Fauna & Flora”, “Orquestra Lixada e Livro, _ _ _ – Ação!”, Paulo Coelho de Castro é músico, compositor,formador, membro do Serviço Educativo da Casa da Música (“Som da Rua”) e colaborador dos “be-dom” e dos” Cabeças no Ar e Pés na Terra” (teatro), entre outros.

Ao longo de todo o verão, o Centro Interpretativo de S. Lourenço propõe diversas iniciativas de ocupação dos tempos livres, associadas à preservação ambiental e ao conhecimento da História local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here