Treinador do Roma recorda a conquista da Taça de Portugal ao serviço do Braga numa tarde épica no Jamor

No dia em que se cumprem quatro anos sobre a última vitória do Braga no Jamor (a segunda na sua história), Paulo Fonseca recordou as emoções de uma tarde especial. “Aquele golo do FC Porto no último momento do jogo [n.d.r. André Silva fez o 2-2] trouxe à memória de todos o ano anterior [n.d.r. derrota no Jamor com o Sporting]. Mas tive um ‘feeling’ que a história não se repetiria”, disse o agora treinador da Roma, de Itália, sobre a conquista da Taça de Portugal na época 2015/16. A equipa arsenalista ergueu a taça depois de ser mais forte nas grandes penalidades.

“Há coisas mais marcantes do que os troféus. As relações que se criam são para mim vitórias mais importantes do que os troféus. Foi espetacular o que vivemos com os adeptos, foi emocionante”, sublinhou ainda Paulo Fonseca, que fez novo “rewind” até ao dia 22 de maio de 2016. “O que encontrei no Braga jamais esquecerei. O grupo de trabalho era fantástico, desde os roupeiros, médicos e pessoal da Imprensa, era um grupo único, com o qual tive o maior prazer de trabalhar. Os adeptos também mostraram uma grande paixão pelo clube”.

IN “o JOGO”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here