COVID-19 em Portugal: Mais 9 mortes e 602 infetados. Internamentos sobem

Em todo o território nacional, há 495 doentes internados, mais sete que ontem. Desde março do ano passado, morreram 16.899 pessoas com COVID-19 em Portugal. Os números foram divulgados esta quinta-feira no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal registou 16.899 mortes associadas à COVID-19 e 825.633 casos de infeção. Em relação a quarta-feira, contabilizam-se mais nove óbitos e 602 infetados.

Hoje registaram-se também 601 casos de recuperação. Ao todo há já 782.895 doentes recuperados da doença em território nacional.COVID-19: Caso da AstraZeneca abala confiança, mas maioria dos portugueses quer ser vacinadaVer artigo

A região de Lisboa e Vale do Tejo, com 229 novos infetados, é a área do país com mais novas notificações, com 38% do total de diagnósticos.

relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24h00 de ontem, indica que a região de Lisboa e Vale do Tejo é a que regista o maior número de mortes acumuladas relacionadas com o vírus SARS-CoV-2 com 7.161 (+3 do que ontem), seguida do Norte com 5.315 óbitos (+6), Centro (3.002, = ) e Alentejo (970, = ). Pelo menos 354 (=) mortos foram registadas no Algarve.

Há 29 (=) mortes contabilizadas nos Açores. Na Madeira registam-se 68 óbitos (=) associados à doença.

Internamentos sobem

Em todo o território nacional, há 495 doentes internados, mais sete que ontem, e 122 em unidades de cuidados intensivos (UCI), mais seis do que na quarta-feira.

De acordo com o boletim da DGS sobre a situação epidemiológica, existem 25.839 casos ativos da infeção em Portugal — menos oito que ontem — e 16.182 pessoas em vigilância pelas autoridades — mais 395 que no dia anterior.

Imagem do boletim da DGS
Imagem do boletim da DGS

A região Norte é a área do país com maior número de infeções acumuladas, com 331.793 (+189), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (313.028, +229), da região Centro (117.595, +64), do Alentejo (29.277, +16) e do Algarve (20.981, +55). Nos Açores existem 4.198 casos (+31) e na Madeira existem 8.761 casos (+18).

O que nos diz a matriz de risco?

Portugal apresenta hoje uma incidência de 64,3 casos de infeção por SARS-CoV-2/COVID-19 por cada 100.000 habitantes e um índice médio de transmissibilidade R(t) de 1,01.

No entanto, no território continental, o R(t) está ainda mais alto, tendo atingido o número 1,02. Estes números mantêm-se iguais a ontem uma vez que a DGS apenas atualiza estes dados à segundas, quartas e sexta-feiras.

Matriz de risco da DGS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here