A vacinação dos adolescentes entre os 16 e os 17 anos começará no fim de semana de 14 de agosto, adiantou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, coordenador da ‘task force’, na reunião de peritos e políticos no Infarmed.https://97ee445b104ca85642f73983e392c32a.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

A vacinação das crianças entre os 12 e os 15 anos poderá avançar em setembro, caso a DGS considera que as crianças nestas idades devam ser vacinadas.

“Em 14 de agosto, vamos iniciar a vacinação dos adolescentes dos 16 e 17 anos. Entre os 12 e os 15 anos será nos dois fins de semana a seguir, se a DGS acordar da importância da vacinação desta faixa da população”, explicou Gouveia e Melo na reunião no Infarmed, em Lisboa, que, dois meses depois, voltou a juntar especialistas, Governo, Presidente da Assembleia da República e Presidente da República para a análise da situação epidemiológica.

Segundo o líder da logística em torno do processo de vacinação, esta “ainda é uma faixa muito significativa” da população portuguesa, representando cerca de 1,5 milhões de pessoas até aos 15 anos de idade.

“É uma quantidade muito elevada de pessoas suscetíveis ao vírus e com uma grande mobilidade, por causa das escolas e dos infantários, e um grande contacto comunitário”, lembrou Henrique Gouveia e Melo.

O processo de vacinação dos jovens está atualmente em análise pela DGS e uma decisão deve ser conhecida oficialmente nos próximos dias, depois de ter sido anteriormente solicitado pelo organismo liderado por Graça Freitas um período de cerca de duas semanas para análise de toda a informação disponível sobre as vacinas nesta população.

O responsável da task-force avança que na faixa etária dos 50 anos há cerca de 4% por vacinar e 10% na dos 40 anos.

A meta da imunização de 70% da população portuguesa com a primeira dose mantém-se para o início de agosto: por volta de dia 8. “Estamos a ganhar a corrida da vacinação, mas não podemos abrandar nas férias, folgar este ritmo é dar oxigénio ao vírus”, concluiu.