Um recluso que cumpria uma pena de 130 anos pelo assassínio, rapto e agressão sexual em 1991 de uma mulher no Havai foi libertado esta terça-feira, após terem sido apresentadas novas provas.

Schweitzer tinha sido condenado em 2000 a 130 anos de prisão.

O caso ganhou mediatismo nacional e permaneceu sem solução durante anos, exercendo uma intensa pressão sobre a polícia para encontrar o assassino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here