Polícia Judiciária apreende milhares de euros e bens em ação contra esquema de fraude informática

A Polícia Judiciária (PJ) deteve três indivíduos e realizou 25 buscas numa megaoperação destinada a travar uma fraude que vitimou o dono do grupo Chimarrão, um reconhecido grupo de restauração de origem brasileira. A operação, denominada “Assinatura d’Ouro”, resultou na apreensão de milhares de euros em contas bancárias, imóveis e diversos automóveis supostamente adquiridos pelos arguidos.

Segundo o jornal “Correio da Manhã”, os suspeitos, colaboradores do grupo, arquitetaram um sofisticado esquema que levou à ruína o proprietário do grupo económico. Alterando a faturação e desviando dinheiro ao longo dos anos, conseguiram desviar milhões de euros.

A investigação, conduzida pela Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica da PJ, integra um processo-crime em curso no DIAP de Lisboa. A operação permitiu ainda a recolha e apreensão de provas de natureza documental e digital. Os detidos serão apresentados ao Tribunal Central de Instrução Criminal de Lisboa para o primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here