Um casal de 43 e 44 anos foi detido, terça-feira, pela PSP, por suspeita de manterem a filha menor sequestrada, numa casa do Porto.

“A referida menor, após um período de institucionalização, tinha participado num processo de adoção, concluído com sucesso, tendo sido acolhida pela família de adoção”, explica o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, onde teve início a investigação.

Um anos depois da adoção, a menor desapareceu de casa dos pais adotivos e, na sequência das diligências policiais, foi encontrada sequestrada pelos pais biológicos na União das freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde, Porto, “confinada à permanência na residência, sem liberdade de movimentos para o exterior, não frequentando a escola no ano letivo findo”.

Segundo a PSP, a jovem encontrava-se num “esconderijo do quarto, disfarçado por parede falsa, preparado propositadamente, ao que tudo indica, para ali ser ocultada, sempre que alguma autoridade policial ou outra instituição, se aproximavam do imóvel, sendo o espaço exíguo, sem qualquer tipo de luz e quase sem circulação de ar”.

A menina foi encontrada “bem nutrida e, aparentemente, de boa saúde, ficando sob a alçada de técnicos da Segurança Social, assim como outros dois menores que também estavam na residência”.

Os detidos, pais biológicos da menor, irão ser presentes no Tribunal da Comarca de Lisboa Oeste – Cascais, para 1.º interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here