Há já 1.357 doentes recuperados

Mais 25 mortos por COVID-19 em 24 horas e mais 163 infetados em Portugal. Os números foram divulgados esta segunda-feira no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da epidemia em Portugal, já se registaram 928 mortes associadas à COVID-19 e 24.027 casos de infeção, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Relativamente aos dados de domingo, há um aumento de 25 mortos (crescimento percentual de 2,8%) e de 163 infetados (subida percentual de 0,7%.).

Há já 1.357 casos de recuperação, mais 28 que ontem.

O relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de domingo, indica que a região Norte é a que regista o maior número de mortes relacionadas com o vírus SARS-CoV-2, com 536 óbitos, seguida da região Centro (191), da região de Lisboa e Vale do Tejo (179) e do Algarve (12). Pelo menos uma morte foi registada no Alentejo. Há nove mortes contabilizadas nos Açores. Na Madeira não há óbitos registados.

Em todo o território nacional, há 995 doentes internados, menos dez do que no domingo, e 176 em unidades de cuidados intensivos, menos seis que ontem.

Pelo menos 5.091 pessoas aguardam resultado laboratorial e 30.703 estão em vigilância pelas autoridades. Desde 1 de janeiro registaram-se 237.571 casos suspeitos, sendo que 208.453 não se confirmaram.

Das mortes registadas, 628 tinham mais de 80 anos, 184 tinham idades entre os 70 e os 79 anos, 80 entre os 60 e 69 anos, 26 entre 50 e 59 e dez entre os 40 e os 49.

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, com 14.496 infetados, seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (5.556), da região Centro (3.252), do Algarve (328) e do Alentejo (189). Nos Açores, existem 120 casos confirmados e na Madeira 86.Objetos que aumentam o risco de contrair COVID-19 segundo a Direção-geral da SaúdeVer artigo

Os dados da DGS precisam que o concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção pelo coronavírus, com 1.413 casos, seguida de Vila Nova de Gaia (1.263), Porto (1.211), Braga (1.019), Matosinhos (1.017), Gondomar (966), Maia (826), Valongo (700), Ovar (564), Sintra (562) e Coimbra (401).

A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 50 aos 59 anos (4.069) , seguida da faixa é a dos 40 aos 49 anos (4.036), e das pessoas com mais de 80 anos, em que há 3.748 casos.

Há ainda 3.352 doentes com idades entre 30 e 39 anos, 2.842 entre os 60 e 69 anos, 2.737 entre os 20 e os 29 anos e 2.140 com idades entre 70 e 79 anos.

A DGS regista ainda 385 casos de crianças até aos nove anos e 718 de jovens com idades entre os 10 e os 19 anos.

De acordo com o boletim, 50% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 36% febre, 26% dores musculares, 23% cefaleia, 19% fraqueza generalizada e 15% dificuldade respiratória. Esta informação refere-se a 83% dos casos confirmados.