Portugal recebe a Suécia sem Ronaldo para a Liga das Nações

Portugal procura hoje frente à Suécia regressar às vitórias na Liga das Nações de futebol e fugir na liderança do Grupo 3, num encontro da quarta jornada em que Cristiano Ronaldo estará ausente, infetado com a covid-19.

O capitão da seleção nacional, que marcou um total de sete golos nos últimos quatro confrontos com os escandinavos, teve um teste positivo ao novo coronavírus na terça-feira e é baixa certa para o encontro que vai decorrer no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Depois do empate a zero com a França na última ronda, em Saint-Denis, a seleção portuguesa recebe os suecos, últimos classificados do grupo com zero pontos, com o objetivo de se isolar no topo da classificação e ficar mais perto da fase final.

Para isso, no 20.º confronto entre as duas nações, o atual detentor da Liga das Nações tem de novamente bater a Suécia, como aconteceu no duelo da segunda jornada (2-0), em Solna, e esperar que a França tropece na Croácia.

Além do empate a zero em França e do triunfo por 2-0 na Suécia, Portugal iniciou a defesa do título da Liga das Nações com uma goleada sobre a Croácia, por 4-1, no Estádio do Dragão, no Porto.

A seleção portuguesa de futebol apenas por uma vez venceu a Suécia nas noves ocasiões que recebeu a equipa escandinava em solo luso e saiu mesmo derrotada do último duelo, um particular na Madeira, em 2017, por 3-2.

A única vitória portuguesa em casa foi em novembro de 2013 e num jogo oficial, na primeira mão do ‘play-off’ de acesso ao Mundial2014, por 1-0, no Estádio da Luz, em Lisboa, com um golo de Cristiano Ronaldo já perto do fim, aos 82 minutos.

Exatamente uma semana depois do nulo com a Espanha (0-0), num particular, a seleção nacional volta a atuar no Estádio José Alvalade, desta vez num encontro oficial e com direito a 5000 espetadores nas bancadas, naquele que será o jogo de futebol no país com mais adeptos desde o início da pandemia da covid-19.

O Portugal-Suécia está agendado para as 19:45 e terá arbitragem do sérvio Srdjan Jovanović.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here