Grávida de 33 semanas, com covid-19 e não vacinada, estava desde sexta-feira ligada a um dispositivo de circulação extracorporal essencial ao tratamento de doentes críticos.

A grávida que está ligada ao dispositivo ECMO, no Serviço de Medicina Intensiva do Hospital de São João, no Porto, teve esta quarta-feira o bebé, informou o hospital.

O hospital vai prestar esclarecimentos sobre este caso esta quinta-feira, em conferência de imprensa.

Esta grávida de 33 semanas, com covid-19 e não vacinada, estava desde sexta-feira no Hospital São João ligada à ECMO, um dispositivo de circulação extracorporal essencial ao tratamento de doentes críticos, disse este sábado à Lusa fonte daquela unidade hospitalar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here