A Polícia Judiciária (PJ) deteve duas mulheres suspeitas de integrarem um grupo criminoso que alegadamente introduzia droga no Estabelecimento Prisional de Braga, anunciou hoje aquela força policial.

Em comunicado, a PJ acrescenta que as detenções aconteceram na segunda-feira, dia em que foram realizadas buscas domiciliárias e não domiciliárias em Fafe e Amares, distrito de Braga.

Das buscas resultou a apreensão de cerca de 6.000 doses de cocaína, haxixe e liamba.

Foram ainda apreendidos aparelhos de telecomunicações e de outros objetos relacionados com a prática de tráfico de estupefacientes

Segundo a PJ, em dezembro já tinha sido detida uma outra mulher que prestava serviço de apoio à cantina da cadeia de Braga, suspeita de introduzir produto estupefaciente naquele estabelecimento.

As mulheres agora detidas seriam as “fornecedoras” da droga.

A PJ acredita que, com esta operação, terá “desarticulado o grupo criminoso investigado, indiciado por tráfico de estupefacientes agravado”.

As mulheres agora detidas serão presentes no Tribunal de Braga, para primeiro interrogatório judicial de arguido detido e eventual aplicação de medidas de coação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here