Brian O’Callaghan-Westropp, turista irlandês, estava em lua-de-mel quando foi apanhado pelos incêndios que deflagraram na Grécia no início desta semana.

As famílias de Brian e da viúva Zoe Holonan disseram que estavam “profundamente entristecidas” com a morte do recém-casado e pediram privacidade “durante o luto e enquanto Zoe recupera”.

O casal tinha celebrado o casamento na passada quinta-feira, na Irlanda. O casal namorava já há alguns anos e, de acordo com o “Daily Mail”, o jovem pediu a namorada em casamento numa viagem que fizeram a Portugal, no ano passado.

Brian e Zoe estavam em lua-de-mel na cidade costeira de Mati, uma das áreas mais afetadas pelos fogos, quando as chamas os obrigaram a fugir do veículo onde se encontravam e a seguir caminhos diferentes, de acordo com a BBC.

O irlandês, originário de Condado de Clare, trabalhava numa empresa de catering e era voluntário na Blood Bikes East, que fornece serviço de transporte médico de emergência nos hospitais de Dublin.

A organização prestou tributo ao irlandês na página do Facebook, descrevendo-o como um “colega esforçado” e um “querido amigo”, “cuja influência durará durante décadas”.