A medida foi aprovada esta quinta-feira em Conselho de Ministros.

Foi aprovado esta quinta-feira em Conselho de Ministros o descongelamento das carreiras especiais da administração pública.

A medida foi avançada e explicada por Maria de Fátima Fonseca, a secretária de Estado da Administração e do Emprego Público, que adiantou que, “à semelhança da carreira dos docentes do ensino básico e secundário, o racional que foi definido estabelece uma relação de equidade com as carreiras gerais”.

A proposta integra uma solução idêntica à dos professores. Em causa estão, por exemplo, carreiras de militares, juízes e polícias.