O médio Granit Xhaka afirmou hoje que a Suíça quer apagar a má imagem deixada na última vez que visitou Portugal e que os helvéticos estão na Liga das Nações de futebol para “defrontar os melhores”.

Nesse jogo, penso que entrámos em campo algo assustados, sem garra. Não fomos ferozes. Amanhã (quarta-feira), queremos e vamos ser ferozes”, afirmou Xhaka na conferência de imprensa de antevisão do Portugal-Suíça, jogo das meias-finais da Liga das Nações, no Estádio do Dragão, no Porto.

O jogador do Arsenal referia-se ao encontro da última jornada da fase de qualificação para o Mundial2018, ocorrido em outubro de 2017, em que a seleção lusa bateu os helvéticos, por 2-0, no Estádio da Luz, em Lisboa, e ‘carimbou’ o acesso direto à prova, obrigando a Suíça a jogar o ‘play-off’.

“Portugal é uma equipa forte. Tem um bloco compacto com excelentes individualidades. Em casa, vencemos e mostrámos que quando estamos frescos e em fora, podemos bater seleções como a portuguesa”, referiu o médio de 26 anos.

Para Granit Xhaka, a presença de jogadores como Cristiano Ronaldo só motiva a equipa de Suíça, que cada vez mais está “habituada a defrontar os melhores”.

“Estamos aqui para jogar contra os melhores e estamos aqui para ganhar. Vamos dar tudo, isso é certo. Quero ganhar este título com a Suíça”, disse o antigo jogador do Basileia, acrescentado que já ultrapassou a derrota com o Arsenal na final da Liga Europa frente ao Chelsea (4-1).

Na mesma conferência de imprensa, o guarda-redes Yann Sommer admitiu que a Suíça tem condições de poder conquistar a Liga das Nações e levantar em solo luso o seu primeiro grande título internacional.

“Seria interessante para todos entrar para a história como os primeiros vencedores. Temos jogadores experientes, temos um jogador que conquistou a Liga das Campeões, outros que jogou a final da Liga Europa. Isso fortalece a nossa equipa. Estamos mesmo muito ansiosos para este desafio”, afirmou o guardião do Borussia Mönchengladbach.

Portugal, campeão europeu em título, defronta a Suíça na quarta-feira, no estádio do Dragão, em jogo com início às 19:45 e que terá arbitragem do alemão Felix Brych.