Ruben Amorim promete um Sp. Braga fiel à sua identidade

O técnico bracarense pretende que o Sp. Braga se apresente «forte e a ter iniciativa» esta sexta-feira no Estádio Dragão, mesmo sabendo que «o FC Porto tem uma qualidade superior aos adversários» que os arsenalistas defrontaram com o novo treinador no comando técnico da equipa. Amorim lançou o jogo em conferência de imprensa e frisou que os jogadores do Sp. Braga «conseguem surpreender em jogos difíceis».

A ambição do técnico dos guerreiros é que a sua equipa consiga manter a identidade que tem demonstrado. «Vamos defrontar uma equipa forte em todos os momentos, com jogadores que decidem jogos mesmo quando a equipa não está bem. Se tivermos que mudar que seja o adversário que nos obrigue a isso. Temos uma ideia, uma filosofia, se não sair é porque o adversário não deixa», disse, reforçando que o Sp. Braga tem as suas «armas» para «dividir o jogo com o FC Porto».

Para o treinador, a maior dificuldade nesta fase é que a equipa abrace a sua ideia de jogo. «O problema de implementar uma ideia e uma filosofia de jogo, é os jogadores manterem isso até ao fim. Corresponderam mesmo com assobios no último jogo. Se em duas semanas estivesse tudo bem eu era o melhor do mundo», vinvou.

Sem vencer no Dragão há quinze anos, o jovem treinador deu como exemplo o histórico dos dragões em Alvalade. «Penso que a equipa do Porto ajudou-nos nesse aspeto. O Porto não ganhava em Alvalade há muitos anos e na semana passa ganhou. O passado não vai jogar, nem falámos sobre isso, não é relevante. É mais importante o início do jogo e como vamos entrar no jogo, do que propriamente o passado. Vamos entrar com a vitória em mente», sublinhou.

Questionado se o facto de o FC Porto ter jogado para a Taça de Portugal na terça-feira pode ter interferência neste jogo, Amorim respondeu negativamente. «Não mudou a nossa preparação. Focamo-nos muito na nossa ideia de jogo, temos pouco tempo de trabalho e o foco foi nesse aspeto. Têm muito boas ideias, são fortes em todos os momentos do jogo, o que muda são as caraterísticas dos jogadores; jogar com um Otávio ou um Luiz Dias na esquerda é diferente. Estamos preparados para todo o tipo de abordagem do FC Porto», atirou.

O jogo entre o FC Porto e o Sp. Braga realiza-se às 19horas desta sexta-feira, algo que motiva o protesto das claques arsenalistas, que não vão marcar presença no Dragão. Confrontado com o horário do jogo, o treinador respondeu de forma bem-humorada. «Até eu, um treinador de Nível II, não vou cair nessa pergunta», disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here