Caloiros de várias universidades revelam que há festas a decorrer 24 horas por dia, mas com restrições severas.

O fenómeno está a crescer no Reino Unido, especialmente nas universidades de Manchester e Northumbria. Os jovens universitários estão a organizar festas apenas para ‘Covid-19 positivos’. A ideia é salvar as vidas sociais e acabar com as medidas de afastamento impostas pela pandemia do novo coronavírus.

Os caloiros das duas universidades revelam que há festas a decorrer 24 horas por dia, mas com restrições severas. Estas festas ilegais começaram a surgir quando as universidades cancelaram totalmente o ensino presencial para conter a taxa de infeção nos campus universitários.

As universidades de Manchester já anunciaram aos seus cerca de 73 mil alunos que as aulas online deverão permanecer até, pelo menos, ao mês de novembro. Em Sheffield, a universidade vai manter as aulas presenciais em suspenso até 19 de outubro. Em Exeter, vários alunos foram mandados para casa depois de violarem as diretrizes para conter a propagação da Covid-19.

No sábado, uma festa promovida por alunos da Universidade de Manchester foi interrompida pelas autoridades. “Houve uma festa dentro de uma apartamento em que a política de entrada era ser positivo para Covid-19”, revelou um aluno de física ao The Guardian.

As festas universitárias decorrem numa altura em que os casos de Covid-19 no Reino Unido continuam a aumentar, com mais de três mil casos diários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here