Mais de 120 ocorrências relacionadas com as condições meteorológicas, sobretudo quedas de árvores e estruturas de edifícios, foram registadas entre as 8 e as 11 horas deste sábado em todo o país.

O comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, disse à agência Lusa que, no fim de uma noite com 44 ocorrências, o número aumentou significativamente a partir das 8 horas, atingindo as 122 chamadas três horas depois. Trata-se sobretudo de quedas de árvores e de ramos e de estruturas de edifícios, como antenas, chaminés e placas, causadas pelo vento forte que se regista.

As ocorrências têm-se registado um pouco por todo o país, com mais incidência nos distritos de Aveiro, Coimbra, Guarda e Viana do Castelo. Até ao momento, nenhuma causou vítimas ou danos significativos.

O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) pôs sob aviso laranja 13 dos 18 distritos de Portugal Continental, incluindo toda a costa do país, e a amarelo cinco distritos do interior devido ao mau tempo (Évora, Portalegre, Castelo Branco, Guarda e Bragança). O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para este sábado chuva, vento e agitação marítima forte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here