Escândalo em Madrid. Detido por tráfico sexual vendeu filha de 13 anos

Operação em Madrid levou à detenção de 37 pessoas. Um deles tinha vendido a própria filha, que foi forçada a ter relações sexuais com vários homens ao mesmo tempo, incluindo líderes da rede de prostituição.

Um dos 37 detidos por tráfico sexual de menores em Madrid, Espanha, vendeu a sua própria filha de 13 anos a um homem de origem dominicana em troca de “dois sacos de cocaína”, revela o canal La Sexta, que teve acesso às diligências policiais.

O canal revela ainda que a jovem foi forçada a ter relações sexuais com vários homens ao mesmo tempo, incluindo líderes da rede de prostituição, e que esteve 48 horas sem dormir. 

O depoimento da vítima terá sido fundamental para a investigação da rede que obrigava jovens a prostituir-se e a consumir drogas.

Após conseguir fugir do local, a jovem foi encontrada a vaguear pelas ruas de Madrid e transferida novamente para um centro de proteção de onde já havia escapado anteriormente. Foi nesse centro, revela o El Mundo, que a vítima contou a uma das funcionárias que estava a ser explorada por uma rede, que a obrigava a ter relações sexuais e a consumir droga, e que, além dela, outras “meninas com dificuldades financeiras” também tinham sido “recrutadas para a prostituição”.

Sublinhe-se que a investigação começou em abril de 2021 e culminou, em dezembro, na detenção de 37 pessoas, com idades entre os 18 e os 56 anos. Entre os detidos estão espanhóis, marroquinos, romenos, nigerianos e cubanos, mas a maioria é de nacionalidade dominicana. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here