Do Vizela aos ‘grandes’. Dono do Chelsea quer comprar clube em Portugal

Objetivo de Todd Boehly passa por montar uma ‘teia’ de equipas que facilite a captação e desenvolvimento de jovens jogadores.

Menos de cinco meses depois de ter investido quase cinco mil milhões de euros para comprar o Chelsea ao oligarca russo Roman Abramovich, Todd Boehly parte em busca de investir em vários outros clubes um pouco por essa Europa fora.

A imprensa britânica adianta que o objetivo do empresário norte-americano passa por ‘replicar’ o modelo dos proprietários do Manchester City assumir o controlo de uma ‘teia’ de emblemas que facilite a captação e desenvolvimento de jovens jogadores.

Portugal estará, por estes dias, na mira do multimilionário, face ao historial recente na contratação e consequente ‘exportação’ de talentos sul-americanos para os principais campeonatos do mundo, entre eles, claro está, a Premier League.

Nesse sentido, o portal The Athletic compila, esta terça-feira, os possíveis alvos de investimento por parte de Todd Boehly, começando pelo… Vizela: “São detidos por um grupo chinês, e não há um clube detido por chineses, na Europa, que não esteja à venda”.

Outra das hipóteses veiculadas é o Casa Pia, que está sob controlo da MSD Capital, empresa detida pelo também milionário norte-americano Robert Platek, também com o objetivo de servir uma ‘teia’ de clubes onde consta, por exemplo, o Spezia.

“Ou talvez Boehly venha a pensar ‘Tenho os Dodgers, os Lakers e o Chelsea. Vou apostar num dos cães grandes de Portugal. E, na teoria, Benfica, FC Porto e Sporting estão disponíveis, uma vez que são empresas cotadas em bolsa”, completa o artigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here