O avançado João Félix permanece ausente dos trabalhos da seleção portuguesa de futebol, a dois dias do confronto com a República Checa, do Grupo A2 da Liga das Nações, sendo agora a única ‘baixa’ dos treinos.

Em novo apronto na Cidade do Futebol, em Oeiras, subiram ao relvado principal 24 dos 25 jogadores às ordens do selecionador Fernando Santos, que, em comparação a quarta-feira, viu o grupo reduzido, face à dispensa de Pepe, devido a problemas físicos.

Sem convocar ninguém para o lugar do central, Fernando Santos dividiu o grupo em dois, efetuando trabalhos com bola nos primeiros 15 minutos, abertos à comunicação social, enquanto os três guarda-redes fizeram trabalho específico junto de uma baliza.

Concluídas quatro jornadas da Liga das Nações, Portugal está no segundo posto do Grupo A2, com sete pontos, depois de ter superado a Suíça (4-0) e a República Checa (2-0), em Lisboa, ter empatado com a Espanha (1-1), em Sevilha, e perdido perante os helvéticos (1-0), em Genebra.

A Espanha é quem lidera a ‘poule’, com oito pontos, enquanto a República Checa é terceira, com quatro, e a Suíça última, com três.

No sábado, o encontro entre checos e lusos tem início marcado para as 19:45 (em Lisboa), na Eden Arena, em Praga, e será arbitrado pelo sérvio Srdjan Jovanovic. Na última ronda, marcada para terça-feira, Portugal recebe a Espanha, em Braga.

A formação das ‘quinas’, vencedora da primeira edição da Liga das Nações, em 2019, ao bater na final os Países Baixos, precisa de vencer o agrupamento para chegar à ‘final four’ da terceira edição, sendo que a segunda foi conquistada pela França, numa final com a Espanha, em 2021.

Os quatro vencedores dos grupos da Liga A qualificam-se para a fase final, que inclui meias-finais, final e partida de atribuição do terceiro lugar. A ‘final four’ da terceira edição da prova será realizada em junho de 2023.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here