Conselho Nacional aprova calendário eleitoral com apenas uma abstenção

O Conselho Nacional do PSD aprovou hoje a realização de eleições diretas para a liderança do partido no dia 6 de setembro, com o Congresso a seguir-se nos dias 21 e 22 do mesmo mês, em Braga.

Este calendário eleitoral, proposto pela Comissão Política Nacional do PSD, foi aprovado quase por unanimidade, registando apenas uma abstenção, conforme revelou uma fonte social-democrata à Lusa.

O atual primeiro-ministro e líder do partido, Luís Montenegro, anunciou a sua recandidatura a um segundo mandato de dois anos. Montenegro lidera o PSD desde 2022.

A reunião do Conselho Nacional, órgão máximo do partido entre congressos, teve início por volta das 21h30 num hotel de Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here