Dyego Sousa chamado à seleção portuguesa

Avançado do Braga, que nasceu no Brasil, foi convocado pela primeira vez à Seleção portuguesa.

A chamada de Dyego Sousa para os jogos de Portugal frente às congéneres de Ucrânia e Sérvia foi a grande surpresa da convocatória divulgada esta sexta-feira por Fernando Santos. O avançado do Braga, que tem dupla nacionalidade (brasileira e portuguesa) é um dos três estreantes da lista, a par de João Félix e Diogo Jota, e, na conferência de imprensa, o selecionador justificou a opção.

“Sempre disse que todos os que tinham condições para representar a Seleção Nacional, estão sempre na hipótese de ser convocados. Chegou a altura em que entendi que este jogador devia ser convocado e daí estar aqui. Preenche todos os requisitos naturais. Tenho dito que todos podem ser chamados em qualquer altura. É importante para a Seleção avaliar todos. Em três/quatro meses, vimos muitos jogos ao vivo e em vídeo para termos análise o mais correta possível. É importante ter um conhecimento mais local, mais perto”, assinalou Fernando Santos, prosseguindo:

“Há vários aspetos importantes de ponderar e equacionar nas convocatórias. Não é só a qualidade. Se fôssemos falar em qualidade, as dores de cabeça são enormes. Qualidade não é só o fator decisivo da convocatória, se não trazia 40 ou 50. Prioridade é encaixar as peças no puzzle para cada jornada e esta competição arranca agora e só acaba em 2020. Na realidade, encaramos com a mesma seriedade de sempre. Se possível revalidar o título e, por isso, temos de nos preparar com todas as armas”, completou.

Portugal defronta Ucrânia (22 de março) e Sérvia (25 de março), em jogos de qualificação para o Europeu de 2020.

Várias surpresas nos convocados de Fernando Santos para os jogos com a Ucrânia e a Sérvia, referentes à qualificação para o Euro’2020.

Cristiano Ronaldo regressa aos eleitos, ele que não era chamado desde o Mundial do ano passado, e há espaço para três estreias: Diogo Jota, João Félix e Dyego Sousa, avançado do Braga nascido no Brasil e que tem dupla nacionalidade.

Em relação à última chamada, saem Cláudio Ramos, Cedric, Neto, André Gomes, Renato, Bruma e Éder. Entram José Sá, Nélson Semedo, Moutinho, João Félix, Diogo Jota, Ronaldo e Dyego Sousa.

Portugal defronta a Ucrânia a 22 de março e a Sérvia a 25 do mesmo mês. Os dois jogos serão disputados no Estádio da Luz, a partir das 19h45.

Confira a lista de convocados de Fernando Santos:

– Guarda-redes: Rui Patrício (Wolverhampton), Beto (Goztepe) e José Sá (Olympiacos);

– Defesas: João Cancelo (Juventus), Nélson Semedo (Barcelona), Pepe (FC Porto), Rúben Dias (Benfica), José Fonte (Lille), Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund) e Mário Rui (Nápoles);

– Médios: William (Bétis), Danilo (FC Porto), Rúben Neves (Wolverhampton), João Moutinho (Wolverhampton), Pizzi (Benfica), João Mário (Inter) e Bruno Fernandes (Sporting);

– Avançados: Bernardo Silva (Manchester City), Gonçalo Guedes (Valência), Diogo Jota (Wolverhampton), Cristiano Ronaldo (Juventus), Rafa (Benfica), André Silva (Sevilha), João Félix (Benfica) e Dyego Sousa (Braga).