Campanha para a entrega do IRS arrancou a 1 de abril e termina esta terça-feira, dia 30 de junho.

O prazo para a entrega do IRS termina esta terça-feira, dia 30 de junho, pelo que os contribuintes que ainda não o fizeram devem submeter a declaração para não entrar em incumprimento com o Fisco. De acordo com a Autoridade Tributária (AT), já foram submetidas mais de cinco milhões de declarações. 

O montante de reembolsos de IRS pagos até ao final de maio corresponde a 862,4 milhões de euros, o que traduz uma diminuição de 60% por comparação com o imposto que tinha sido devolvido até ao mesmo mês de 2019.

A declaração anual do IRS relativa aos rendimentos auferidos em 2019 começou a ser entregue em 1 de abril e termina em 30 de junho, tendo o Estado até 31 de agosto como limite para proceder ao pagamento dos reembolsos das pessoas que entregaram a declaração dentro do prazo.

De acordo com os dados da AT foram entregues até agora 5.271.811 declarações de IRS, faltando submeter cerca de 500 mil declarações, tendo em conta o número registado em 2019.

Ao longo dos últimos anos, o prazo médio do reembolso do IRS registou sucessivos decréscimos, mas este ano isso não se verificou, tendo as primeiras devoluções do imposto começado a ser processadas em 21 de abril.

De acordo com o Ministério das Finanças, até ao início da semana passada tinham sido processados (ou seja, pagos) 1.824.641 reembolsos de IRS, no valor de 1.869 milhões de euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here