A ​​​​​​​sessão de ratificação dos votos das eleições presidenciais dos EUA, no Congresso em Washington, teve de ser interrompida devido aos distúrbios provocados por manifestantes pró-Trump no Capitólio. Pelo menos uma pessoa ficou ferida, após ser baleada.

Enquanto os representantes e senadores discutiam a objeção levantada por um grupo de republicanos à contagem dos votos no Arizona, no início da sessão de ratificação dos resultados eleitorais, apoiantes do presidente cessante, Donald Trump, entraram no Capitólio, obrigando à suspensão da sessão.

Segundo o jornal “Washington Post”, pelo menos uma pessoa foi baleada dentro do Capitólio. As circunstâncias não foram ainda apuradas. Uma fonte disse que a pessoa baleada estava a receber tratamento de emergência. A vítima é uma mulher e está em estado grave.

Segundo a agência Efe, imagens transmitidas pelo canal MSNBC mostram uma mulher a ser transportada numa maca com uma forte hemorragia e ouvem-se alguns legisladores a gritar “foram disparados tiros”, enquanto membros da segurança do Capitólio sacam das armas na sala do plenário da Câmara dos Representantes.

Também a Associated Press noticia a existência de um ferido, citando uma fonte conhecedora do assunto que falou com a agência norte-americana sob condição de anonimato.

Os disparos ocorreram quando dezenas de apoiantes do Presidente cessante, Donald Trump violaram o perímetro de segurança do Capitólio norte-americano enquanto os membros do congresso estavam reunidos para formalizar a vitória do Presidente eleito, Joe Biden, nas eleições de novembro.

Milhares de manifestantes tinham reunido esta quarta-feira em Washington, protestando e contestando a vitória do democrata Joe Biden.

Num comício em frente à Casa Branca, Trump pediu aos manifestantes para se dirigirem para o Capitólio e fazer ouvir a sua voz, em protesto do que considera ser uma “fraude eleitoral”, tendo mesmo dito que “nunca” aceitaria a sua derrota nas eleições de 03 de novembro.

Os manifestantes obedeceram ao comando do Presidente cessante e dirigiram-se para o Capitólio, tendo mesmo forçado a oposição da polícia, que tentou impedir a sua entrada no edifício.

Minutos depois, agentes de segurança começaram a evacuar escritórios do Capitólio, por razões de segurança e, de seguida, aconselharam a suspensão dos trabalhos na Câmara de Representantes e no Senado.

Os trabalhos de discussão da contagem de votos eleitorais ficaram assim, para já suspensos, enquanto canais televisivos transmitem imagens de distúrbios nas escadas do Capitólio.

Vários legisladores, incluindo republicanos, usam as suas contas na rede social Twitter para criticar a ação dos manifestantes, dizendo que não se vão deixar intimidar pela sua presença ou pelos seus apelos para que a contagem de votos do Colégio Eleitoral seja rejeitada.Apoiantes de Trump invadem Capitólio. Mulher baleada em estado grave Volume 90%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here