O SC Braga venceu o Nacional por 2-1, esta tarde, em Braga, em jogo referente à quarta jornada da Liga Portuguesa. Fransérgio e Iuri Medeiros levaram o SC Braga para intervalo a vencer por 2-0, com o golo do Nacional a chegar já perto do minuto noventa por intermédio de Nuno Borges. Com este resultado, o SC Braga ultrapassou o Nacional na classificação.

Em Braga, a equipa da casa entrou dominadora e saiu para intervalo a vencer por 2-0 com golos de Fransérgio e Iuri Medeiros aos 28 e 42 minutos. Foi já na segunda parte que o Nacional reduziu distâncias, com o 2-1 final a ter sido estabelecido por Nuno Borges aos 86 minutos. O SC Braga somou assim a sua vitória consecutiva e ultrapassou o Nacional na classificação.

Declarações de Carlos Carvalhal, treinador do Sp. Braga, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após o triunfo (2-1) frente ao Nacional:

«Defrontámos uma equipa que Nacional que não tinha perdida até hoje, uma equipa difícil, que se apanhar alguém distraído vai tirar pontos. Nós preparámos bem o jogo, os nossos jogadores foram inexcedíveis e fizemos a melhor exibição té hoje. Temos vindo a subir, na minha opinião fomos muito consistentes, reagimos bem à perda, podíamos, se calhar, chegar ao intervalo com o 3-0, porque merecíamos. A tónica foi a mesma na segunda parte, com oportunidades muito boas, o adversário acaba por fazer um golo de forma fortuita, não me pareceu o facto mais relevante, para mim o mais relevante é a equipa não entrar em pânico perante o jogo sofrido. Parece que sentimos dificuldades no resultado, mas não foi assim, acho que fizemos uma exibição muito boa e justificava-se um desnível maior no resultado».

[Adeptos na Liga Europa] «A excitação é crescente. O Sp. Braga tem uma massa adepta muito forte e participativa, os clubes que têm estas massas têm perdido pontos, porque os adeptos dão um aporte, se calhar, de 20 por cento às equipas. Estamos muito satisfeitos que chegue o jogo, porque queremos jogá-lo e sentir o apoio dos adeptos».

Declarações de Luís Freire, treinador do Nacional, na sala de imprensa do Estádio Municipal de Braga, após a derrota (2-1) frente ao Sp. Braga:

«Foi um jogo que já sabíamos que ia ser complicado, perante uma equipa que joga futebol ofensivo de qualidade. Tentámos contrariar mas falhámos um pouco no timing da pressão. Queríamos ter um pouco mais de bola, porque a nossa intenção era continuar que temos feito, ter capacidade de jogar. Num grande remate à meia hora de jogo esse golo traduz um pouco a superioridade em termos de posse do Braga. O intervalo ajudou-nos, tivemos um golo invalidado, bem invalidado mas que poderia ser uma hipótese para entrarmos no jogo. Ao intervalo pedimos aos jogadores para defender mais juntos e ter um pouco de bola. Queríamos marcar o nosso golo sem nos expor, o que não era fácil. Não fazendo o terceiro golo o nosso golo chegou já perto do fim e não tivemos tempo para fazer mais nada. A vitória é justa do Braga, da nossa parte fica a ideia que tentámos ser iguais a nós próprios, perdemos por mérito do adversário».

vEJA AQUI OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA DESTA TARDE:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here