Portugal campeão futebol Praia

A selecção portuguesa derrotou a sua congénere italiana na final do Mundial de futebol de praia, no Paraguai.

Portugal é, pela terceira vez na sua história, campeão do mundo de futebol de praia. O terceiro título mundial chegou neste domingo, depois de a selecção nacional ter vencido a Itália na final da competição por 6-4, disputada no Paraguai.

MAIS POPULARES

A vitória portuguesa foi consumada após uma reviravolta, já que no encontro decisivo marcou primeiro a Itália, logo aos 7’. Um golo que surgiu contra a corrente do jogo e no primeiro remate dos italianos, depois de Portugal ter iniciado o encontro com uma atitude ofensiva e construindo várias ocasiões de perigo.

Apesar de estar a perder, Portugal não se desconcentrou e chegou à igualdade três minutos depois, por intermédio de Léo Martins, o melhor marcador nacional na prova e que, na conversão de um livre, chegou ao seu sétimo remate certeiro na competição.

Os golos de Jordan

Foi já no segundo período da partida que Portugal se colocou em vantagem no marcador quando Jordan, num contra-ataque bem conduzido pelos portugueses, fez o 2-1.

Seguiram-se três golos consecutivos da selecção portuguesa. O 3-1 surgiu por André Lourenço, ainda na segunda parte, na recarga a um livre de Jordan. O 4-1, já na terceira parte da partida foi da autoria de Jordan, num livre directo. E o 5-1 pertenceu a Léo, também de livre directo.

A resposta italiana ainda permitiu à formação transalpina reduzir a desvantagem para 5-3, graças a golos de Ramaccioti e Josep, com a Itália a acertar ainda uma vez no poste da baliza portuguesa quando faltavam menos de dois minutos para o fim da partida. Mas um livre directo de Jordan a 1m58 do apito final praticamente sentenciou o resultado. Um golo para a Itália nos segundos finais do encontro não impediu Portugal de conquistar o seu terceiro título mundial, depois dos conquistados em 2001 e 2015.

MADJER EM LÁGRIMAS: «SOU UM HOMEM REALIZADO»

Foi em lágrimas que Madjer levantou o troféu de campeão do Mundo, depois da final em Portugal bateu a Itália por 6-4. Após o jogo, o capitão da Seleção Nacional falou na despedida da equipa das quinas.

«As minhas lágrimas significam um orgulho imenso em ser português em todos os momentos, e não só naqueles em que estamos ‘por cima’. Só nós sabemos o que sofremos para conquistar estes títulos. Sáo lágrimas de despedida, uma despedida orgulhosa deste grupo e desta família. Fiz parte de um capítulo maravilhoso desta modalidade. Pertenci a grupos fantásticos, fui treinado por pessoas incríveis, que me ajudaram a crescer – não só em termos desportivos, mas humanos também. Saio do futebol de praia como um homem realizado e com vários exemplos para a minha vida», começou por explicar ao site da Federação Portuguesa de Futebol.

Por último, Madjer falou das chaves para a conquista portuguesa.

«Sabíamos que os italianos estavam muito motivados, mas também sabíamos que eles nunca poderiam estar mais motivados que nós. Já tinhamos sentido o sabor de conquistar um Mundial e queríamos repetir. Entrámos unidos e com esse foco, como fazemos sempre. Foi isso que nos proporcionou controlar o jogo como o fizemos», concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here