Nova norma da Direção-Geral da Saúde estabelece a realização de um teste ao 10.º dia para os contactos de alto risco em isolamento profilático. Se o resultado for negativo, acaba a quarentena. Mas atenção, porque há situações em que a avaliação é feita caso a caso.

Na nova norma “Covid-19: Rastreio de Contactos, atualizada na última quinta-feira, mantém-se que “o fim do isolamento profilático corresponde ao 14.º dia após a data da última exposição de alto risco ao caso confirmado”.

Porém, a Direção-Geral da Saúde introduz uma alteração que permite antecipar aquele período de 14 dias.

A norma estabelece que todos os contactos de alto risco devem realizar teste laboratorial para o SARS-CoV-2 até ao quinto dia após a última data de exposição ao caso confirmado. Se o resultado for negativo e permanecerem assintomáticos realizam novo teste ao 10º dia após a última exposição de alto risco. Se este último teste também der negativo, acaba o isolamento profilático.

Porém, há situações em que o “o fim antecipado do isolamento profilático carece de avaliação caso a caso”. É o caso dos contactos que pertencem a contextos de risco, nomeadamente Estruturas Residenciais para Idosos, Unidades de Cuidados Continuados Integrados e outras respostas dedicadas a pessoas idosas.

São também considerados contextos de risco, e merecedores de avaliação caso a caso, as instituições de acolhimento de crianças e jovens em risco, as escolas, os contextos laborais, os estabelecimentos prisionais, as instituições de acolhimento para populações migrantes e refugiados.PUB

Também os contactos com risco elevado de transmissão a pessoas com condições associadas a evolução para covid-19 grave, como por exemplo, cuidadores informais, estão sujeitos a avaliação caso a caso pelas autoridades de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here