Ganho real acumulado dos bracarenses atinge 20,9% em 8 anos.

A AGERE – Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga vai propor, para este ano, a manutenção das tarifas e preços dos serviços de água, saneamento e resíduos no concelho, para todos os utilizadores, domésticos e não domésticos.

Em comunicado, o gestor Rui Morais adianta que, “no que diz respeito às taxas a pagar ao Estado, é refletida a decisão do Governo de aumentar a Taxa de Gestão de Resíduos (TGR) de 22euros/tonelada para 25euros/tonelada e as atualizações da Taxa de Recursos Hídricos (TRH) referentes à água e ao saneamento, e que se refletirão na fatura mensal dos munícipes e serão visíveis na área Pagamentos ao Estado”.

“A decisão de manter inalterados todos os valores respeitantes aos serviços da AGERE traduz-se numa consolidação da evolução do referido tarifário, refletindo um ganho real nas faturas de todos os bracarenses”, acentua.

O administrador salienta, ainda, que, depois de em 2022 o Índice de Preços no Consumidor (IPC) ter registado uma variação média anual de 7,8%, para 2023, o Banco de Portugal estima que a inflação acelere, apontando que a taxa anual média chegue aos 5,8%, o que permite concluir que existe o referido ganho real pelo oitavo ano consecutivo, e que corresponde em termos acumulados, neste período, a 20,9%”.

Isso – sublinha – “resulta dos ganhos de eficiência obtidos nos últimos anos, o que permite que a empresa municipal reduza a diferença entre os preços reais do custo destes serviços e os valores que são cobrados aos consumidores, não pondo em causa os investimentos realizados e os que estão por realizar em infraestruturas e sua conservação, manutenção e substituição”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here